Votação
Como avalia este projecto?
Achei excelente
Achei positivo
Não tem interesse
Ngola moderniza fábrica no Lubango

A capital da Huíla, Lubango, verá, nos próximos tempos, a única marca de cerveja (Ngola), produzida a partir da sua fábrica instalada na localidade, a tornar-se cada vez mais moderna.

Com efeito, a fábrica, que comercializa para algumas regiões do sul do país (Huíla, Kuando Kubango, Cunene e Namibe), leva a cabo há dois anos um vasto e dispendioso programa de remodelação, estando em curso a instalação de equipamentos industriais modernos, com vista ao aumento da qualidade do produto, para servir melhor os consumidores.

A SABMiller, multinacional de origem sul-africana que gere a Ngola desde 1997, investiu neste programa, até ao momento, cerca de 20 milhões de dólares norte-americanos.

Este valor é tido como um dos maiores investimentos privados feitos na Huíla no sector de bebidas. A sua materialização incide na ampliação da unidade fabril, montagem de uma nova linha de enchimento e instalação de uma lavadora de vasilhame, entre outros meios.

Actualmente há uma grande satisfação pelos investimentos feitos pela cervejeira, mas os mesmos montantes não abrangem os gastos anuais feitos com a reposição do vasilhame.

Os índices de produção da fábrica estão, actualmente, quantificados em 540 mil hectolitros, à razão de 45 mil hectolitros por mês, o que permite à Ngola abastecer os mercados da Huíla, Kuando Kubango, Cunene e Namibe, apesar de prevalecerem problemas de escoamento para as áreas mais distantes do Lubango, devido ao mau estado das vias rodoviárias e da linha do Caminho-de-ferro de Moçamedes.

A boa aceitação da Ngola no mercado (circunscrito, por enquanto, à região sul) repercute-se nos níveis de comercialização, principalmente em todos os pontos da província da Huíla e nos principais aglomerados populacionais do Kuando Kubango, Cunene e Namibe.

Devido às longas distâncias que separam a fábrica do Lubango de outros locais de consumo, espalhados pelo sul do país, a direcção da empresa está empenhada em manter a qualidade de conservação de produto.

A qualidade e originalidade da cerveja Ngola mereceram, pela primeira vez, o reconhecimento internacional, ao ser distinguida, no ano passado, em Bruxelas (capital da Bélgica), com uma medalha de prata atribuída pelo prestigiado Instituto Mundial de Qualidade.

Entre outros requisitos de âmbito internacional cumpridos com certo rigor, que joga para a qualidade da Ngola, está na utilização da água da Tundavala, provenientes de uma nascente natural.

Por conta da Ngola, um número considerável de famílias da Huíla, Kuando Kubango, Cunene e Namibe sobrevivem com os rendimentos da revenda do produto. Só no Lubango são estimados cerca de dois mil revendedores.

Estão actualmente a serem construídos novos postos de distribuição, para fazer face à crescente demanda da cerveja Ngola. Tudo isso, tendo também em conta o aumento da capacidade de produção.


Jun 13
Fonte: Angola Acontece

Cidadania | Sabia Que? | Dicas do Povo | Eu creio que! | Relax | Galeria de Imagens | Ponto de Encontro |